sábado, 18 de abril de 2015


Florestan Fernandes, em A revolução burguesa no Brasil,  contempla um amplo período histórico que se estende do movimento da Independência, momento de constituição da nação, aos desdobramentos do golpe militar de 1964, período de enraizamento final dos valores burgueses.
O livro retrata  a crise do poder burguês. Uma vez que a classe não conciliou revolução econômica e revolução nacional, coube ao Estado a tarefa de ser o elo entre os interesses privados e o poder público, debilitando o seu papel político abrangente. Ao perpetuar-se o drama de origem da nossa formação burguesa, emergiu deformidade histórica geradora de uma identidade que escapa à caracterização canônica.
Os principais temas abordados neste livro são: As origens da Revolução Burguesa; A formação da ordem social competitiva e Revolução burguesa e capitalismo dependente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

2ª Caminhada Contra a Intolerância Religiosa  Campo Grande - Rio de Janeiro Setembro de 2018 Em construção                       ...