terça-feira, 7 de novembro de 2017

Perspectivas

Sobre a cabeça nuvens cinzentas
Fim de mais um dia
Corpo prostrado
Cansado do trabalho
Imobilidade total...

Urubus voam ao redor
Fúnebre ritual...

O tímido sol recolhe-se de vez
Facilita a chuva
O corpo ainda quente
Sente o frio vento
Perene invadindo a alma...

Quadro sombrio
Pensamentos desarticulados...

Sem encontrar respostas
Fogem todas as perspectivas
Uma vida sem objetivos
É um rio que não chega ao mar
Perde todo o sentido...

Aos poucos morre
Deixando um vazio...


Poema de João Crispim Victorio.
Livro: Sobre o Trabalho que Falo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coletânea de poesias: Rede de poemas (Cód:10282576) Torquato, Ana Paula; Gilberto Pizarro; Lima, João Rodrigo Gabriel De; João Cr...